Justiça Maioria do STF vota por derrubar despacho do MEC sobre vacinação

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira, 18, que sua viagem à Rússia e a Hungria demonstram que “o Brasil está de parabéns com sua relação com o mundo todo”. Ele citou acordos e protocolos de intenção assinados na Rússia, mas afirmou que “o saldo mais positivo” residiu no fato de ele ter estado “por duas horas, a um metro e meio do senhor Vladimir Putin, numa conversa bastante saudável”.

Bolsonaro esteve em Petrópolis, na região serrana do Rio, e fez um sobrevoo sobre as áreas mais atingidas pelas chuvas. Ele estava acompanhado de ministros e outras autoridades, que falaram sobre ações do governo federal para tentar minimizar os impactos da tragédia.

Ao final, o presidente respondeu a poucas perguntas, e numa delas tratou de sua viagem ao exterior. Ele repetiu que foram tratados diversos assuntos no encontro que teve com Vladimir Putin, incluindo a crise com a Ucrânia. “Teve, obviamente, essa questão que leva certa tensão no mundo. Foi uma conversa reservada”, desconversou.

Bolsonaro repetiu também sobre o saldo efetivo da viagem. “Juntamente com o empresariado russo, tivemos o compromisso de liberar fertilizantes para a nossa agricultura – precisamos disso para poder bem produzir. Tivemos a palavra final de uma empresa russa comprando uma empresa que vai produzir fertilizantes em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul”, comentou. “Assinamos alguns acordos ou protocolos de intenções voltados para a área de Defesa, na área de energia e prospecção de petróleo.”

Apesar disso, para o presidente o principal ponto da viagem esteve na sua conversa com o presidente russo. “De mais positivo: estive, por duas horas, a um metro e meio do senhor Vladimir Putin, numa conversa bastante saudável, até alguns momentos de descontração, que bem demonstra o carinho que ele tem para conosco”, disse.

“Eu agradeci uma coisa a ele, de público e em particular também, o que nós é muito claro: a nossa região do Amazonas. Por mais de uma vez teve na mesa de negociação de líderes mundiais de quem pertencia a soberania da mesma, e a resposta dele nesses momentos foi de que ele sempre esteve ao nosso lado. Questões climáticas, que envolvem a Amazônia, a soberania é do Brasil. Um grande aliado ao nosso lado por essa questão tão clara que é a soberania”, sustentou Bolsonaro, que disse ainda que “a viagem foi fantástica”.

Agência Estado

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: