anuncio
Polícia descarta que dinheiro apreendido em SP tenha relação com “Dark Money”.

A Deccor (Delegacia Especializada de Combate à Corrupção), descartou a possibilidade dos quase R$ 12 milhões de reais, apreendidos em São Paulo em carreta com placas de Maracaju, terem ligação com a operação “Dark Money”, que investiga um esquema de corrupção na prefeitura de Maracaju.

“Fizemos contato com a Polícia Militar de São Paulo, a princípio foi só uma coincidência e não tem relação com a operação. O caso foi encaminhado para a Polícia Federal, que vai investigar de onde saiu todo esse dinheiro”, explico o delegado Thiago de Lucena, responsável pela Deccor, que faz parte da estrutura do Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), responsável pela operação “Dark Money”.

Além do alto valor apreendido, o que chamou atenção da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul foi a carreta onde todo o dinheiro estava escondido, em fundo falso na cabine. O veículo tem placas de Maracaju e era conduzida por um homem que mora na cidade. A suspeita é que os R$ 11.551.636,40 pudessem ser de algum investigado que conseguiu esconder o dinheiro antes da operação ser deflagrada.
Campo Grande News

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: