Barroso permite que Carlos Wizard fique em silêncio na CPI da Pandemia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 ouve em instantes o empresário Carlos Wizard.

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu uma liminar para o empresário poder ficar em silêncio durante depoimento no Senado Federal.

Barroso, no entanto, não dispensou Wizard de comparecer à Comissão nesta quinta-feira (17).

Apesar disso, o empresário alegou aos senadores que está fora do país e não pode comparecer à sessão. Ele está no Estados Unidos e chegou a pedir à CPI que prestasse depoimento virtualmente, o que lhe foi negado.

Os parlamentares já acionaram a Justiça para que o passaporte de Wizard seja apreendido caso ele falte o depoimento.

Alexandre Marques, auditor do TCU, também deve ser ouvido hoje e, da mesma forma, foi autorizado a não responder aos questionamentos.

 

Conexão Política

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: