Auxílio emergencial será prorrogado por mais três meses

O ministro da Economia, Paulo Guedes , confirmou a extensão do auxílio emergencial por mais três meses , sendo assim, o benefício só deve terminar em outubro . Segundo o jornalista Igor Gadelha, as parcelas continuarão entre R$ R$ 150 e R$ 375 a depender da composição familiar.

O programa seguirá pagando segundo os mesmos critérios definidos para 2021. O auxílio emergencial 2021 tem valores de R$ 250, em média, para o público geral. As mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), terão direito a R$ 375. Os indivíduos que moram sozinhos, receberão R$ 150.

A prorrogação do programa deve ser apresentada por meio de Medida Provisória, como havia adiantado o ministro da Economia.

InícioNotíciasBrasil
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

MATÉRIAS DA CAPA
POLÍTICA
Senado volta a adiar projeto que retoma aulas presenciais na pandemia
há 1 hora
BRASIL
Auxílio emergencial será prorrogado por mais três meses
há 1 hora
POLICIAL
Carreta roubada em SP é recuperada durante barreira em MS
há 1 hora
IMUNIZAÇÃO
Dourados ativa drive-thru de vacinação no Pavilhão de Eventos Dom Teodardo
há 1 hora
TECNOLOGIA
Com menor acidez, novo azeite de dendê agrega valor à culinária baiana
há 2 horas

PUBLICIDADE

Auxílio emergencial será prorrogado por mais três meses
14/06/2021 17h56

O ministro da Economia, Paulo Guedes , confirmou a extensão do auxílio emergencial por mais três meses , sendo assim, o benefício só deve terminar em outubro . Segundo o jornalista Igor Gadelha, as parcelas continuarão entre R$ R$ 150 e R$ 375 a depender da composição familiar.

O programa seguirá pagando segundo os mesmos critérios definidos para 2021. O auxílio emergencial 2021 tem valores de R$ 250, em média, para o público geral. As mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), terão direito a R$ 375. Os indivíduos que moram sozinhos, receberão R$ 150.

A prorrogação do programa deve ser apresentada por meio de Medida Provisória, como havia adiantado o ministro da Economia.

A decisão foi tomada em reunião na semana passada no Palácio do Planalto entre ministros das pastas envolvidas na negociação, entre eles, Guedes, Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Onyx Lorenzoni (Secretaria-Geral da Presidência).

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: