Maracaju reconhece atividades religiosas como essenciais e sanciona lei 2018/2021

Hoje pela manhã (31) estiveram o Padre Junior Cézar e o presidente do conselho de pastores Arlan Aquino Azambuja juntamente com o prefeito Marcos Calderan para sancionar a lei que declara as igrejas como essenciais em nossa cidade. Maracaju tira a exemplo da Lei 5.502/2020 de autoria do deputado Herculano Borges (Solidariedade).

A Lei 2018/2021 no município de Maracaju, é oriunda do projeto de lei de autoria do vereador Gustavo Veterinário, assinado pelos vereadores Robert Ziemann, Rener Barbosa e Oseias Enfermeiro e aprovado por todos os vereadores de Maracaju.

A igreja fica como essencial, pois, é de suma importância que a população nesse período de pandemia tenha apoio emocional e possam estar frequentando lugares que se sintam acolhidas fortalecendo sua fé.

A lei sancionada pelo Prefeito Marcos Calderan, explica que, havendo autorização para abertura dos templos para atividades religiosas, é “imprescindível” adoção de medidas de biossegurança adotadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Para o vereador Robert Ziemann a fé exerce um papel fundamental de equilíbrio psicoemocional em tempos de pandemia, sendo fundamental nos dias de hoje para nossa sociedade.

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: