Comissão aprova projeto com benefício fiscal para produção de energia por biomassa em propriedade rural

gência Câmara de Notícias
A Comissão de Minas e Energia aprovou na terça-feira (25) o Projeto de Lei 6146/19, do ex-deputado Schiavinato (PR), que isenta do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) as propriedades que gerem energia elétrica por biomassa, como restos de colheita e esterco animal.

A proposta recebeu parecer favorável do relator, deputado Eduardo Bismarck (PDT-CE).

Ele concordou com o argumento de Schiavinato de que o aproveitamento da biomassa nas propriedades vem sendo dificultado pelos elevados custos de implantação dos sistemas de produção de energia.

InícioNotíciasRural
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

MATÉRIAS DA CAPA
DOURADOS
Em live, Alan fala sobre novo fluxo da saúde, mas não cita lockdown
há 7 minutos
FECHAMENTO GERAL
Prefeito vai se pronunciar nesta sexta sobre indicação de lockdown em Dourados
há 2 horas
ECONOMIA
Dourados registra saldo positivo nas contratações com mais de 400 empregos
há 3 horas
POLÍTICA
Projeto torna crime prescrever remédios sem validação científica
há 3 horas
PANDEMIA
Visitas presenciais permanecem suspensas em presídios de MS
há 3 horas

PUBLICIDADE

Comissão aprova projeto com benefício fiscal para produção de energia por biomassa em propriedade rural
27/05/2021 16h09 – Por Agência Câmara de Notícias

Agência Câmara de Notícias
Agência Câmara de Notícias
A Comissão de Minas e Energia aprovou na terça-feira (25) o Projeto de Lei 6146/19, do ex-deputado Schiavinato (PR), que isenta do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR) as propriedades que gerem energia elétrica por biomassa, como restos de colheita e esterco animal.

A proposta recebeu parecer favorável do relator, deputado Eduardo Bismarck (PDT-CE).

Ele concordou com o argumento de Schiavinato de que o aproveitamento da biomassa nas propriedades vem sendo dificultado pelos elevados custos de implantação dos sistemas de produção de energia.

Bismarck destacou também os benefícios da produção de energia a partir de biomassa. “Sua utilização para geração de energia gera baixa quantidade de poluentes, favorece o reaproveitamento de recursos e possui baixo custo de operação”, afirmou.

O projeto aprovado altera a Lei 9.393/96, que regulamenta o ITR, imposto de competência da União pago anualmente pelos proprietários de imóveis rurais.

Tramitação
O texto será analisado agora, em caráter conclusivo, pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: