anuncio
Fórum Econômico fará “simulação de crise alimentar global”

Entidade autora do “Great Reset” prepara-se para a fome. Em outubro 2019, o “Event 201” do mesmo Fórum simulava uma pandemia, junto a defensores de controle populacional.

 

Um evento global de cyber segurança, que conta com o apoio do Fórum Econômico Mundial, pretende simular em julho deste ano uma crise de escassez alimentar mundial, informa o jornalista Cristian Derosa, no portal Estudos Nacionais.

“À moda do Event 201, que em 2019 fez uma simulação de pandemia de coronavírus que se alastrava no Brasil, o que acabou virando realidade, os globalistas do Fórum Econômico Mundial agora pretendem simular uma crise de escassez alimentar global, o que fatalmente está alimentando novas teorias do que pode estar por vir”, analisa o jornalista.

Cyber Poligon pretende simular ataques cibernéticos globais em massa que provocariam, como consequência, uma crise alimentar.

“Durante o exercício técnico, os participantes irão aprimorar suas habilidades práticas na mitigação de um ataque direcionado à cadeia de suprimentos em um ecossistema corporativo real”, diz o site do evento.

Klaus Schwab, fundador e presidente do Fórum Econômico Mundial, publicou o livro “A quarta revolução industrial”, no qual defende um grande reinício da economia mundial sob o controle dos grandes financistas para tornar o mundo “mais igualitário”.

“Há, porém, quem o acuse de ser uma das cabeça da tentativa de ampliação das desigualdades aproveitando-se do clima de medo gerado por catástrofes mundiais com a ajuda da mídia internacional financiada por eles”, escreve Derosa.

“Resta saber se o ano que vem apresentará ao mundo esta nova coincidência entre o treinamento e a ameaça real, para a qual certamente os financistas e bilionários do mundo estarão mais do que preparados”, conclui o jornalista.

Com informações de Estudos Nacionais

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: