Conheça Renan Calheiros, novo bastião da moral no Legislativo

Os arautos da virtude política do sétimo dia, prudentemente chamados de isentões, tem um novo ídolo: Renan Calheiros. O motivo, claro, é nobre: Os “bolsonaristas” odeiam Renan. Quem, além dos raivosos bonoristas, atreveria-se a detestar um político tão garboso, tão cumpridor de sua missão.

A turma que surfou na onda de Bolsonaro – e acha que foi traída pelo presidente – adotou uma postura das mais serenas: criticar até o alimento que “biroliro” sorve no seu desjejum. Não por acaso, foram premiados a chalaça de prudentes e sofisticados.

Vendo que suas malcriações não eram sequer levadas em conta, resolveram apelar para todo e qualquer um que fosse um inimigo declarado de jair Messias “Bonoro”. Uma miríade de Zés-Ninguém foi recrutada para ser entrevistada nos mais sortidos canais de oposição, ou seja, a mídia jeca inteira.

Nesse sentido, Renan Calheiros, senador da república desde 1995, configura a tão esperada renovação política de que falam os mais proeminentes famosos-quem da história, de João Amoedo a Danilo Gentili.

Um dos cacoetes mentais da turma era dizer que o “bolsonarismo” era uma espécie de petismo invertido. O tempo passou e muitos já estão declarando suas mais nobres intenções de voto no PT e em Lula.

Fica cada vez mais difícil discernir a linha editorial do blog Antagonista e do Brasil 247. O objetivo é mesmo: destruir Bolsonaro.

 

Fonte: Senso Incomum – CARLOS DE FREITAS

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: