Bolsonaro diz que falta “coragem moral” a Barroso e aponta “ativismo judicial”

Em declaração na portaria do Palácio da Alvorada, na manhã desta sexta-feira (9), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “falta coragem” e “sobra ativismo judicial” ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A declaração foi proferida enquanto o chefe do Executivo comentava acerca da decisão do magistrado que obriga o Senado a instalar a ‘CPI da Covid-19’ para investigar a conduta do governo federal durante a pandemia.

“Pelo que me parece, falta coragem moral para o Barroso e sobra ativismo judicial”, declarou Bolsonaro, acrescentando que “não é disso que o Brasil precisa. Vivendo um momento crítico de pandemia, pessoas morrem. E o ministro do Supremo Tribunal Federal faz politicalha junto ao Senado Federal”.

De acordo com o presidente, o que deveria ser investigado são os “desvios de recurso [por parte] de governadores“. Ele criticou a decisão e considera que o ministro agiu em conjunto com a bancada de esquerda do Senado “para desgastar o governo“.

Para Bolsonaro, o ministro Barroso não tem “coragem moral” de determinar a abertura de processos de impeachment contra integrantes da Suprema Corte. “Se tiver um pingo de moral, ministro Barroso, mande abrir os processos de impeachment contra alguns dos seus companheiros do Supremo Tribunal Federal“, disparou.

 

Conexão Política

Capa: Alan Santos | PR

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: