Reabertura de escolas não aumentou casos nem mortes relacionados à covid-19

A reabertura das escolas durante a pandemia não aumentou a incidência nem a mortalidade de covid-19conclui estudo realizado pelo Departamento de Economia da Universidade de Zurique, na Suíça, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento. A análise foi feita nas 131 cidades paulistas que reabriram as instituições de ensino entre os meses de outubro e dezembro de 2020, de forma gradual e facultativa. Para chegar ao resultado, os pesquisadores compararam a evolução das medidas entre os municípios que reabriram as escolas e os que optaram por mantê-las fechadas (antes e depois do retorno das atividades presenciais). Desde 8 de setembro de 2020, das 5,1 mil escolas da rede estadual, aproximadamente 1,8 mil retomaram as atividades presenciais, atendendo cerca de 1,7 milhão de estudantes do total de 3,5 milhões. O resultado mostrou que a reabertura das escolas não aumentou, em média, a incidência nem a mortalidade de covid-19, levando em consideração até 12 semanas após o retorno das atividades. “Há um ano tivemos de tomar a dura decisão de fechar as escolas em São Paulo. Foi a decisão certa naquele momento de incertezas e desconhecimento sobre o coronavírus”, afirmou o secretário estadual da Educação, Rossieli Soares. “Hoje, aquelas questões iniciais foram respondidas, e este estudo reforça que as escolas não são locais de alto risco de contágio, desde que medidas corretas sejam adotadas, como estamos fazendo na rede estadual”, concluiu.

 

Revista Oeste

Capa: Escolas não são locais de alto risco de contágio | Foto: Reprodução/Unsplash

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: