anuncio
Condados dos EUA alertam americanos contra turismo de órgãos na China

Os americanos que viajam para a China para transplantes de órgãos correm o risco de se tornarem cúmplices da extração forçada de órgãos patrocinada pelo estado, alertou uma resolução recentemente aprovada por um condado dos Estados Unidos.

O condado de Spotsylvania, Virgínia, em 23 de março se tornou o oitavo condado este ano a aprovar uma  resolução condenando o Partido Comunista Chinês (PCC) por extrair à força órgãos de prisioneiros de consciência.

Pessoas de todo o mundo migram para a China, pagando dezenas de milhares de dólares, para receber transplantes de órgãos, muitas vezes devido aos tempos de espera mais curtos. No entanto, as conclusões de um tribunal independente em 2019 mostraram que prisioneiros, principalmente praticantes do Falun Gong, estão sendo mortos em uma “escala significativa” por seus órgãos para uso no mercado de transplante.

Funcionários do condado de Spotsylvania se reunindo para uma resolução para condenar a extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong pelo PCC em 23 de março no prédio do governo do condado.

Kevin Marshall, supervisor do distrito de Berkley, localizado no condado de Spotsylvania, disse ao Epoch Times em 25 de março que divulgar o crime é crucial para impedir que os americanos participem dele sem saber.

“Muita gente aqui não sabe disso”, disse ele.

“Antes de chegar ao nosso conhecimento … não tínhamos ideia de que isso estava acontecendo. E agora temos, e vamos dar um passo para fazer algo a respeito ”.

Kevin Marshall (C), Supervisor do Distrito de Berkeley e praticantes do Falun Gong fora do prédio do governo do condado em 23 de março. (Sherry Dong / The Epoch Times)

A resolução insta o governo dos EUA a investigar a operação de transplante de órgãos na China e a tomar medidas para acabar com a prática de extração forçada de órgãos na China. No início deste mês, um  projeto bipartidário foi apresentado à Câmara e ao Senado que sancionaria as autoridades chinesas envolvidas na prática.

Vários outros condados da Virgínia aprovaram resoluções semelhantes nas últimas semanas, incluindo o condado de Warren, o condado de Madison e o condado de Fauquier.

“Este é um crime contra a humanidade”, disse Walter Mabe, supervisor do distrito de Shenandoah no condado de Warren, ao Epoch Times em 25 de março. “Devíamos nos levantar contra isso”.

O maior grupo de vítimas de extração forçada de órgãos são praticantes do Falun Gong.

Falun Gong é uma prática espiritual baseada nos princípios da verdade, compaixão e tolerância. A prática se espalhou na China na década de 1990 e logo ganhou cerca de 70 milhões de adeptos, de acordo com estimativas das autoridades chinesas. Em julho de 1999, o PCC começou a perseguição em todo o estado para erradicar a prática. De acordo com o Centro de Informações do Falun Dafa, milhões de seus seguidores foram detidos e centenas de milhares foram torturados.

Chris Cloud, um corretor de imóveis do condado de Fauquier, disse ao Epoch Times que a extração de órgãos é um crime tão ultrajante que é difícil acreditar que está acontecendo. Por causa disso, “muitas pessoas querem fechar os olhos e não pensar a respeito”, disse ele.

Mas a extração forçada de órgãos precisa ser interrompida a qualquer custo, disse Cloud.

“Esse tipo de comportamento não deveria ser permitido neste planeta.”

 

Por Ryan Bao – Epoch Times

Capa: Reconstituição da extração forçada de órgãos praticada pelo regime chinês (Joe Klamar / AFP via Getty Images)

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: