anuncio
Covid-19: risco de internação em UTI pode se reduzir com Aspirina

Baixas doses de Aspirina ajudam a proteger os pulmões e reduzem a necessidade de colocar pacientes em respiradores. A conclusão é de um estudo feito por pesquisadores da Universidade George Washington, nos Estados Unidos. O estudo foi publicado na revista científica Anesthesia & Analgesia. Conforme a pesquisa, o remédio ajuda a manter pacientes fora da Unidade de Terapia Intensiva e diminuir o risco de morte, provavelmente evitando pequenos coágulos sanguíneos.

“A razão pela qual começamos a olhar para a Aspirina e o coronavírus é porque, na primavera, percebemos que os pacientes começaram a ter complicações trombóticas ou coágulos sanguíneos que se formaram no corpo”, declarou à CNN Jonathan Chow, professor-assistente de anestesiologia e medicina intensiva na Escola de Medicina e Ciências da Saúde da George Washington. “É por isso que pensamos em usar um diluente do sangue, como a Aspirina”, acrescentou.

Hoje, a Aspirina é um dos medicamentos de venda livre amplamente disponíveis no mercado. O custo, de apenas alguns centavos por dose nos Estados Unidos, é pequeno em comparação com o de outras drogas usadas no tratamento da covid-19, como o Remdesivir.

 

Fonte: Revista Oeste

(imagem: Hoje, a Aspirina é um dos medicamentos de venda livre amplamente disponíveis no mercado | Foto: Divulgação)

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: