Polícia Militar Ambiental usa imagem de satélite, descobre desmatamento ilegal e autua infrator de Maracaju

Em fiscalização realizada no município em trabalho visando ao combate e prevenção à exploração ilegal da flora, Policiais Militares Ambientais de Jardim verificaram em uma propriedade rural no município, localizada a 60 km da cidade hoje (19), uma área de vegetação nativa explorada ilegalmente de 14,18 hectares destruídos. O desmatamento foi descoberto por técnica de sobreposição de imagens de satélites e com medidas conferidas com GPS. Os Policiais utilizaram drone para melhor configuração da caracterização do uso do solo atualmente.

O infrator (60), residente em Maracaju, suprimiu a vegetação no ano passado (2020), conforme mostraram as imagens de satélites e não possuía autorização ambiental para a atividade. Parte da madeira proveniente do desmatamento ainda estava na área em leiras e coivaras (amontoados), porém, a maior parte já havia sido explorada e removida do local. A vegetação foi retirada para implantação de pastagem e criação de gado bovino.

O proprietário rural foi autuado e recebeu multa administrativa de R$ 14.180,00. O autuado também responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a seis meses de detenção. Além disso, ele foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: