Pode ir na piscina do condomínio? Entenda o que muda com decreto que ‘fecha tudo’ em Campo Grande

A prefeitura de Campo Grande decretou que apenas serviços considerados essenciais podem funcionar na próxima semana. Então, o que muda para quem mora nos condomínios?

Conforme o decreto publicado em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), o uso de áreas comuns é essencial. Porém, não está permitido o mergulho em piscinas e a aberturas das academias locais.

Também estão vedados os usos de saunas, esportes coletivos e salões de festas. Nas demais áreas, está permitido o uso em até 40% da capacidade.
O Governo do Estado atualizou ontem o mapa do Prosseguir e Campo Grande é a única cidade com bandeira cinza. É a primeira vez no ano que a Capital entra na classificação mais rígida do programa, que recomenda o atendimento apenas de serviços essenciais.

A ocupação de leitos está acima do limite reconhecido pelo Ministério da Saúde. Com 104,68% das UTIs lotadas, Campo Grande tem mais leitos do que o oficial, o que faz com que o índice esteja acima dos 100%, segundo a SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Com isso, a prefeitura decidiu antecipar feriados. Sem lockdown, a expectativa é que haja diminuição do contágio nos dias em que apenas os serviços como de saúde, segurança e comércio de alimentos vão operar.
O decreto que oficializa as medidas foi publicado em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), na tarde desta sexta-feira (19). Assim, ele destaca que é preciso respeitar regras de biossegurança. Então, empresas devem funcionar com “o limite máximo de lotação de 40% da capacidade total permitida”.

Além disto, deve ser respeitado o toque de recolher vigente. Ou seja, das 20h às 5h é proibida a circulação de pessoas na Capital. O horário foi definido pelo Governo do Estado, então todos os municípios também seguem esta medida.

A semana “fecha tudo” foi uma alternativa encontrada pela Prefeitura de Campo Grande para evitar a adoção de um lockdown, quando as medidas são mais restritas e podem impedir até mesmo a circulação de pessoas. Com a medida atual, feriados municipais de 2020 e 2021 foram antecipados e a restrição de circulação ocorre apenas no horário do toque de recolher.

A prefeitura de Campo Grande decretou a antecipação de quatro feriados municipais para forçar o fechamento de serviços não essenciais a partir da próxima segunda-feira (22). Um quinto feriado, Dia da Criação do Estado (11 de outubro), também pode ser adiantado, mas depende de decreto do Governo do Estado.

Diferente da classificação do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), nem todos os serviços que são considerados essenciais vão poder abrir na Capital. A prefeitura reclassificou algumas atividades.

Midiamax

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: