Programa investe na formação de professores para reforçar a alfabetização no país

O programa Tempo de Aprender é uma ação do Ministério da Educação (MEC) voltada para reforçar a alfabetização no país.

A iniciativa é destinada a profissionais da educação que atuam no último ano da pré-escola e na 1º e 2º séries do ensino fundamental das redes públicas estaduais, municipais e distrital.

O secretário nacional de Alfabetização, do Ministério da Educação, Carlos Nadalim, citou, como exemplo de capacitação dos docentes, o curso on-line de formação continuada em práticas de alfabetização que, segundo ele, conta hoje com 342 mil participantes.
“Esse curso já está em primeiro lugar do portal Avamec, que é o portal do Ministério da Educação que hospeda cursos on-line.”

Além disso, o secretário destacou o lançamento, no fim do ano passado, do curso Alfabetização Baseada na Ciência (ABC), fruto de uma parceria de instituições brasileiras e portuguesas.

Já são 154 mil inscritos no curso, destinado a profissionais de educação que atuam no processo de alfabetização e estudantes de licenciatura.

E, em 2020, também foi lançado o curso on-line Práticas de Produção de Texto, que conta com 47 mil inscritos.

“Para que haja alfabetização efetiva, o professor precisa ser alfabetizador e estar em constante formação, visto que o processo de alfabetização é encantador e desafiador.

Requer um olhar diferenciado entre a prática pedagógica e a realidade do ambiente escolar.

Por isso, é necessário que o professor esteja inserido nos cursos de formação continuada oferecidos pelo sistema de educação”, afirmou a professora de alfabetização, Luciene Soares Pereira.

Tempo de Aprender
O programa foi desenvolvido a partir das diretrizes da Política Nacional de Alfabetização (PNA), que busca elevar a qualidade da alfabetização e combater o analfabetismo em todo o país.

O objetivo é enfrentar as principais causas das deficiências da alfabetização no país. Busca o apoio pedagógico à alfabetização; a formação continuada de profissionais, por meio de cursos gratuitos; o aprimoramento das avaliações da alfabetização; e a valorização dos professores.

“O Programa Tempo de Aprender é um programa de alfabetização escolar estruturado em quatro eixos e dez ações. Trata-se de um programa bastante robusto e ousado”, explicou Carlos Nadalim.

De acordo com o secretário, até o momento, já aderiram ao Tempo de Aprender 4.580 entes federados.

Graphogame: aplicativo já possui mais de 400 mil downloads
Para auxiliar professores, pais e responsáveis no processo de alfabetização de crianças entre 4 e 9 anos de idade, em novembro de 2020 foi lançado o aplicativo Graphogame, que já possui mais de 400 mil downloads.

“É um aplicativo de apoio à alfabetização de crianças que estão se preparando para a alfabetização formal, as que estão no ciclo de alfabetização e aquelas que eventualmente não aprenderam a ler da forma esperada.

Já temos mais de 400 mil downloads desse aplicativo”, explicou o secretário do Ministério da Educação.

O GraphoGame é uma adaptação da ferramenta desenvolvida pela empresa finlandesa Grapho Learn, presente em mais de 30 países de todo o mundo, para mais de 25 línguas.

No Brasil, o ajuste para a língua portuguesa foi feito em parceria com o Instituto de Cérebro (InsCer) e a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).
Por Governo do Brasil

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: