Em plena pandemia, vereadores de todo MS se reúnem para curso e organizador diz que segue regras

Exatamente no momento em que Mato Grosso do Sul enfrenta o pior momento da pandemia do coronavírus, com ocupação de leitos acima dos 100% e recorde de mortes diárias, vereadores de todo o Estado se reúnem em salas de hotel de Campo Grande para participar de curso. Pelo menos 75 vereadores estão inscritos no curso e, de acordo com os organizadores, as regras vigentes na cidade são seguidas.

Promovido pelo IFAG (Instituto de Formação e Assessoria de Gestão Pública), que tem sede no Paraná, mas também mantém escritório em Campo Grande, o curso de capacitação está sendo realizado no Grand Park Hotel, localizado na Avenida Afonso Pena.

O evento, que teve início nesta quarta-feira (17) com credenciamento e testagem, tem aulas nesta quinta e sexta-feira. A aula que está sendo realizada hoje tem como tema o desenvolvimento das ações na Câmara Municipal.
Nas redes sociais, é possível ver registros de vereadores e assessores que participam do curso de formação. Imagens de comes e bebes consumidos pelos participantes no hotel, que precisam tirar as máscaras para se alimentar, também foram compartilhadas nas redes sociais. A princípio, em pelo menos uma das salas utilizadas, o distanciamento entre as cadeiras é mínimo e não de 1,5 metro, o recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Segundo os organizadores, os vereadores foram divididos em três turmas, cada sala tem 38 alunos e revezamento de três professores. Segundo o diretor-executivo do Ifag, Edmilson Dudu Barbosa, todos os envolvidos realizaram testes de Covid-19 .“Não economizamos quanto a isso. Contratamos um laboratório para realizar a testagem, que dá 98% de eficácia”, garantiu.

O organizador afirma ainda que o Ifag está cumprindo o decreto, de manter 50 alunos por sala. “O salão é para 250 pessoas, o decreto permite 50 e nós estamos com 38 alunos. Além de disponibilizar álcool em gel e uso obrigatório de máscara”. Sobre a realização do curso em pleno pico da pandemia, com maior número de mortes nunca antes registrado, Dudu afirma que é necessário proteger a vida, mas também a economia.

“Nosso instituto foi fechado por cinco meses ano passado e sem demitir ninguém. Atuamos em Santa Catarina, Paraná e aqui e cancelamos eventos nos três Estados”. Ainda sobre a segurança para evitar a proliferação do vírus, o diretor afirma que as aulas têm duração de duas horas.

Questionado sobre a possibilidade de realizar esse curso presencial, mas de forma online, Barbosa falou que a troca de experiência não é igual. “Também não tem viabilidade econômica, pois a lei do Tribunal de Contas aqui é uma e em São Paulo, outra. Diferente quando é curso de administração, por exemplo, onde é tudo igual”.]
Ao Jornal Midiamax, representantes do Grand Park Hotel afirmaram, nesta quarta, que o evento segue as regras de distanciamento determinadas pelo município em razão da ocupação da salas estar abaixo de 50%.
Midiamax

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: