anuncio
Proibido em SP, Paulistão pode ‘desembarcar’ em MS

Fecha tudo – A proibição para a realização de jogos do “Paulistinha”, como alguns chamam o torneio estadual de São Paulo de futebol, por causa da covid-19, pegou a cartolagem de calças curtas e várias alternativas são estudadas para que a competição não precise parar. Uma delas inclui Mato Grosso do Sul.

Na rota – A primeira é tentar até a ‘última gota’ chorar para o governo paulista e conseguir a liberação especial. Se não der certo, outra alternativa é tentar jogar em outros estados, como os vizinhos Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.
Confessou – Em entrevista à Rádio Bandeirantes, de São Paulo (SP), o presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), Reinaldo Carneiro Bastos, afirmou ter recebido sinal positivo das federações dos estados citados.

TBT – Nas redes sociais, quinta-feira é dia de relembrar momentos especiais do passado. O deputado federal Fábio Trad (PSD) aproveitou o dia para postar um vídeo em que ele e o irmão senador Nelsinho Trad (PSD) ‘brincam’ catando manga em casa na Esplanada Ferroviária pertencente ao município e onde são feitas reuniões no quintal durante a pandemia.

Bancada em BSB – De modo geral, os deputados federais e senadores de Mato Grosso do Sul ficaram de fora dos cargos e espaços mais importantes no parlamento brasileiro para o próximo biênio, ao contrário do que se previa

Ofuscou – A senadora Simone Tebet (MDB), que chegou a comandar a principal comissão do Senado, ‘desidratou’ depois da derrota na disputa da presidência da Casa. Já Soraya Thronicke ganhou vaga nas comissões de Agricultura, do Desenvolvimento Regional e do Turismo e da CCJ. Além disso, ela é titular na CPMI da Fake News.

Escolhas – O senador Nelsinho Trad (PSD), antes de tentar qualquer movimentação em Brasília (DF), decidiu esperar a reforma ministerial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), já que há a possibilidade de assumir um ministério

Única – Rose Modesto (PSDB) foi a única dentre os deputados federais que conseguiu um cargo de destaque. Foi eleita terceira secretária da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, mesmo com a derrota de Baleia Rossi, a quem o PSDB apoiou

Geraldou – A língua do secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, anda afiada ultimamente. Médico e defensor de medidas drásticas para conter a covid, ele lembrou falas de Bolsonaro e cia na tentativa de mascarar a gravidade da pandemia
Não poupou – “Teve gente que falou que seria igual a uma gripezinha. Que a gente não passaria de 2 mil, 3 mil perdas de pessoas no Brasil. E que a doença iria se comportar igual a outras da década passada, outras doenças virais”, desabafou.
Nyelder Rodrigues, Gabriela Couto e Ângela Kempfer

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: