anuncio
Bancada de MS esboça R$ 100 milhões em emendas a municípios e ‘sobras’ para Saúde

A bancada federal de Mato Grosso do Sul em Brasília (DF) esboçou a distribuição dos R$ 241,4 milhões em emendas impositivas que serão apresentadas ao orçamento da União deste ano. Pelo menos R$ 100 milhões serão destinados ao Estado, que deverá distribuir o montante entre dez municípios.

Já Campo Grande, Dourados, Corumbá, Três Lagoas e Ponta Porã serão contemplados com emendas individuais. A bancada estima que as cinco maiores cidades de Mato Grosso do Sul dividam pouco mais de R$ 100 milhões em recursos.

Os deputados federais e senadores ainda devem beneficiar projetos de UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), bem como do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul).
As “sobras”, algo em torno de até R$ 15 milhões, serão destinadas ao fundo de Saúde do Estado.

“O que nós temos é uma pré-distribuição destes recursos. Até sexta-feira vamos definir os valores ao certo”, disse hoje (24) o deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS).

Os parlamentares do Estado têm recebido comitivas de prefeituras e instituições nesta semana, a fim de articular as emendas. O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), foi até Brasília (DF) para tentar levantar recursos de olho na construção de um hospital nas Moreninhas, obras no prolongamento da Avenida Ernesto Geisel e investimentos em Saúde e Infraestrutura, incluindo drenagem, pavimentação e controle de enchentes.

O prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP), também esteve na Capital Federal para negociar emendas ao município. Pelo menos outras sete prefeituras enviaram representantes para reuniões com a bancada sul-mato-grossense.
As “sobras”, algo em torno de até R$ 15 milhões, serão destinadas ao fundo de Saúde do Estado.

“O que nós temos é uma pré-distribuição destes recursos. Até sexta-feira vamos definir os valores ao certo”, disse hoje (24) o deputado Dagoberto Nogueira (PDT-MS).

Os parlamentares do Estado têm recebido comitivas de prefeituras e instituições nesta semana, a fim de articular as emendas. O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), foi até Brasília (DF) para tentar levantar recursos de olho na construção de um hospital nas Moreninhas, obras no prolongamento da Avenida Ernesto Geisel e investimentos em Saúde e Infraestrutura, incluindo drenagem, pavimentação e controle de enchentes.

O prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP), também esteve na Capital Federal para negociar emendas ao município. Pelo menos outras sete prefeituras enviaram representantes para reuniões com a bancada sul-mato-grossense.
Midiamax

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: