MS terá novo recorde na safra de soja em 2021, prevê pesquisa do IBGE

O LSPA (Levantamento Sistemático da Produção Agrícola), feito pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) de janeiro de 2021 mostrou as estimativas da pesquisa para este ano, bem como a informação de que a área plantada e colhida totais sofreram aumentos de 0,45% e 0,44% em relação a 2020. A primeira passou de 5.962.272 hectares para 5.989.200 hectares. A segunda, de 5.962.272 hectares para 5.988.706.

A produção estimada de cereais, leguminosas e oleaginosas em Mato Grosso do Sul para 2021 deve atingir novo
recorde. Em 2020 a estimativa ficou em 21,99 milhões de toneladas. Já para 2021 a estimativa fica em 22.489.551 toneladas, um aumento de 2,24%. Já a área colhida destinada a estes produtos, estima-se, que passe de 5,25 milhões de
hectares para 5.277.239 hectares, tendo um aumento de 0,5%.

A informação de janeiro para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2021 alcançou 262,2 milhões
de toneladas e uma área colhida de 66,8 milhões de hectares. Em relação a 2020, houve aumento de 1,4 milhão de
hectares na área a ser colhida (2,1%). Frente ao que fora previsto no mês anterior, o acréscimo foi de 149 mil hectares
(0,2%).A soja, o milho e o algodão são os três principais produtos deste grupo e, somados, representaram cerca de 99% da
produção e por 98,5% da área colhida. Em relação a 2020, houve decréscimo (-16,5%) na área destinada ao algodão
e do milho (-0,53 %). A área colhida de soja teve aumento de 8,3%.

O estado de Mato Grosso do Sul tem a 5ª maior participação na produção de cereais, leguminosas e oleaginosas do
país, sendo responsável por 8,6% da produção nacional.

Soja
Em relação à safra anterior, houve um acréscimo de 5,2% na produção de soja (571.868 de toneladas) um total de
cerca de 11,5 milhões em 2021. A área colhida de soja atingiu o total de 3,20 milhões de hectares. O Mato Grosso é o maior produtor brasileiro de soja. A produção do estado deve alcançar 34,6 milhões de toneladas
em 2021.
A estimativa da produção sul-mato-grossense de arroz para janeiro de 2021 foi de 52.125 toneladas, uma queda de
0,23% em relação a dezembro de 2020 (52.249 toneladas). Em relação ao espaço, a estimativa da área plantada do
produto foi de 8.987 hectares, um declínio de -4,49% comparando-se a 2020 (9.410 hectares).

No Brasil, a estimativa da produção foi de 11,0 milhões de toneladas. O valor representa um aumento de 0,2% em
relação ao 3o prognóstico e declínio de 0,6% em relação a 2020, com queda de 1,3% no rendimento médio.

Para a safra 2021, a tendência é de que haja maior equilíbrio nos preços do cereal, que alcançou patamares históricos
em 2020 alavancados pelo aumento do consumo interno em decorrência da pandemia do coronavírus e do aumento
das exportações dado o estímulo cambial.

Na estimativa, a produção nacional do arroz é liderada por Rio Grande do Sul (7.619.984 toneladas), Santa Catarina
(1.166.152 toneladas) e Tocantins (709.542 toneladas). Em janeiro, tivemos aumento das estimativas de produção
no Mato Grosso (5,6%), no Piauí (9,3%) e em Goiás (3,2%). No ranking das UFs, Mato Grosso do Sul ocupa a 12a
posição.

Feijão e milho
Com relação a 2020, há estimativa de aumento na produção do feijão de 1ª safra (359,80%), feijão de 2ª safra
(12,54%) e para o milho de 1ª safra (14,04%). É previsto redução na produção do algodão herbáceo de 19,43% e
estabilidade no feijão de 2ª safra e para o milho de 2ª safra.

Em referência a área colhida, ainda em comparação com a safra 2020, estima-se aumento apenas para o feijão de 1ª
safra (160,78%). Pode haver redução na área do milho de 1ª safra (-6,42%), no algodão herbáceo (-18,60%), no feijão
de 2a safra (-1,81%) e no feijão de 3ª safra (-10,17%). No milho de 2a safra a estimativa ainda é de estabilidade.

Cereais de inverno
O trigo está entre os principais cereais de inverno produzidos no Brasil. Em Mato Grosso do Sul, a estimativa da
produção do trigo para a safra 2021 foi de 72.563 de toneladas e, com isso, não houve variação em relação ao mês
anterior. Em relação ao espaço, a área plantada do produto foi de 34.649 hectares.
Midiamax

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: