Com 4º “Dia D”, SES retoma realização de cirurgias no Hospital Regional de MS

Integrando estratégia do governo estadual por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) retomou, essa semana, a realização de alguns procedimentos médicos que estavam suspensos devido à pandemia da Covid-19. Desde o último dia 3, já foram realizados quatorze atendimentos, dentro da ação denominada “Dia D”, integrante do Programa “Fila Zero e Transparência”. Foram realizadas cirurgias de vídeo colecistectomia, herniorrafia inguinal e incisional, seguindo todos os protocolos de biossegurança que a Covid requer.

O “Dia D” foi retomado pela Linha Assistencial Cirúrgica, coordenada pelo médico Cassio Padilha Rubert e pela enfermeira Lilian Vilalba Pinto e foi iniciado nesta quarta-feira (03). Para possibilitar os procedimentos, o HRMS disponibilizou uma equipe de seis cirurgiões, cinco residentes, quatro anestesistas, dois enfermeiros e 12 técnicos de enfermagem além do apoio administrativo da recepção, central de internação, central de equipamentos e de privativos para a realização dessas cirurgias.

“A iniciativa faz parte da determinação do governo de retomar, gradativamente, a realização de cirurgias eletivas em todo o Estado. A pandemia atrasou nosso planejamento, mas à medida em que os números forem melhorando, vamos trabalhar para diminuir as filas de espera. O Hospital Dr. José de Simone Neto, de Ponta Porã, e o de Cirurgias Eletivas da Grande Dourados, também já estão integrando essa estratégia. Além disso, estamos construindo um projeto de cirurgias para todo o estado com todos os hospitais que queiram participar da chamada “caravana da saúde – cirurgias eletivas”, que lançaremos assim que a pandemia refluir”, afirma o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Essa é a quarta vez que a ação acontece no HRMS. As três primeiras haviam acontecido no ano passado nos meses que antecederam o início da pandemia. Nas três primeiras edições, a ação atendeu 102 pacientes; sendo que 42 cirurgias ginecológicas (histeroscopia cirúrgica com ressectoscópio) e 60 cirurgias geral (herniorrafia cirúrgica, videocolecistecmia e cistos polimidais).

Com o retorno do “Dia D”, o HRMS retoma as ações com 14 cirurgias. Além de passar pelo pré-operatório os pacientes são orientados para seguir todo o protocolo de biossegurança obrigatório do HRMS para evitar o contágio. Além disso, os pacientes e corpo cirúrgico tiveram que fazer teste rápido de para Covid-19 e uma ala de enfermaria foi destinada aos pacientes cirúrgicos, até um elevador exclusivo foi colocado à disposição da equipe e dos pacientes.

Para a diretora-presidente do hospital, Rosana Leite de Melo, a realização das cirurgias é um alento para a população que está na fila de espera. “A iniciativa demanda equipe, equipamentos e medicação, que por conta da pandemia estavam voltadas à Covid-19. Agora podemos retomar a ação do DIA D e realizar esses procedimentos cirúrgicos sem comprometer o atendimento prioritário a pacientes do Novo Coronavírus”.

Rosana ressalta que a população não pode baixar a guarda e precisa manter as medidas de contenção do vírus. “Precisamos manter os alertas à curva epidemiológica. Caso ela aumente, infelizmente as ações terão que ser interrompidas. Por isso é necessário a conscientização da população às medidas de isolamento social e ao uso de máscaras. Precisamos impedir a disseminação, pois muitos pacientes estão sofrendo por outros agravos à saúde”, explica.

Assessoria de Comunicação da SES e do HRMS

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: