anuncio
MS tem 6 cidades entre as 20 com maior volume de chuva do país, diz Inmet

Mato Grosso do Sul registrou grande volume de chuva nos últimos dias. Assim, nas últimas 24 horas, 6 cidades do Estado estão entre as 20 do país que tiveram maio número de precipitação, conforme dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

No ranking nacional, o município de General Carneiro, no Paraná, aparece em primeiro, com 65.8mm de chuva em 24h. Na sequência estão Joinville, Santa Catarina, com 63mm, e Erechim, no Rio Grande do Sul, com 61.4mm.

O município que teve mais chuvas em MS foi Santa Rita do Pardo, com 46.4mm em 24h. Foi o sexto maior volume de chuva do país. Na sétima posição nacional aparece outra cidade do Estado, Angélica, que registrou 45.4mm.
As outras 4 cidades de MS que estão na lista são Água Clara (35.6mm), Bonito (32mm), que ficaram em 10º e 11º, respectivamente. E, na 14ª e 15ª posição estão Pedro Gomes (30mm) e Corumbá (29.8mm).

Mais chuva
Previsão do Cemtec-MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) mostra que a previsão é de que os próximos dias sejam bem característicos do verão, “céu parcialmente nublado a nublado com possibilidade de pancadas de chuvas com possibilidade de trovoadas”.

A possibilidade de pancadas de chuva ao longo do dia ou pancadas de chuva no período da tarde estão presentes em quase todo o Estado. Entretanto, a exceção é para o nordeste de MS, na divisa com Goiás, que terá tempo parcialmente nublado nos próximos dias.
Com o excesso de chuva dos últimos dias, vários pontos do Estado registraram pontos de cheias nos rios. Foi o que aconteceu em Nioaque, a 187 km de Campo Grande, por exemplo, que chegou a decretar situação de emergência por causa da cheia do Rio Nioaque, que invadiu casas no município.

No distrito Águas do Miranda, em Bonito, o Rio Miranda também subiu mais de 6 metros e invadiu casas de moradores ribeirinhos. Então, a Defesa Civil de MS também estava monitorando a situação em Coxim, com o alerta de emergência para o nível do Rio Taquari.
Midiamax

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: