anuncio
Em acolhida aos novos secretários municipais, SES pede que municípios não ‘baixem a guarda’ para a Covid-19

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, realizou nesta quinta-feira (21) a primeira reunião oficial de acolhimento aos novos secretários municipais de Mato Grosso do Sul. Resende foi categórico ao pedir aos gestores para se ‘atualizarem de tudo o que há sobre a pandemia’ em seus respectivos municípios. E ainda colocou à disposição as equipes da Secretaria de Estado de Saúde para auxiliar os novos gestores municipais sobre quaisquer dúvidas quanto as demais ações estratégicas de saúde do Estado.

“Hoje é um dia de grande festa neste acolhimento aos novos secretários. Quero dizer que vocês são heróis ao assumir uma pasta em que há riscos. Que deixam as suas famílias para salvar vidas de pessoas que não conhecemos. Por isso, vocês se tornam gigantes por esta ação”, disse o secretário.

Em sua fala, Geraldo Resende destacou a pareceria e o compromisso dos municípios que foram peças importantes para o recebimento das 158 mil doses da vacina que chegaram no Estado para imunizar o grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde. “Essa parceria foi importante, fez com que entregássemos essas doses em menos de 24 horas nos 79 municípios. Fomos exemplo para todo o pais por essa celeridade e planejamento”.

Considerando que muitos municípios ainda passam por um processo de transição administrativa, o secretário reforçou quanto a responsabilidade dos municípios na alimentação dos sistemas de informação nacional, essenciais para transparência e coleta de dados, que impactam diretamente nas recomendações do Prosseguir – que classifica a situação epidemiológica de cada município no Estado. “Os municípios precisam abastecer os sistemas SIVEP Gripe e e-SUS VE, esses dados são importantes para nós, pois nos ajudam no embandeiramento do Programa Prosseguir. Sejam aliados do Prosseguir e sigam às recomendações”.

Geraldo ainda pediu aos secretários municipais para que façam um levantamento rigoroso quanto aos insumos necessários para o enfrentamento da pandemia.  E que iniciem o processo para a compra de mais testes para identificar novos casos de Covid-19 nos municípios.

Quanto a vacinação do grupo prioritário, o secretário pediu atenção quanto a imunização dos indígenas aldeados. “Peço a vocês para que auxiliem as equipes do DSEI para que a imunização dos indígenas seja feita da melhor forma. Caso tenham alguma dificuldade podem reportar a SES. Peço que orientem essa população pois há muita desinformação de pessoas negacionistas. Por isso, invistam em campanhas de conscientização. E não cedam as pressões, a imunização é só para o grupo prioritário”.

E encerra afirmando que os municípios se mantenham em alerta enquanto a evolução do vírus no Estado. “Aqueles municípios que tiverem condições de ampliarem leitos, nós estamos dispostos a ajudar. E não esqueçam, temos a influenza chegando, e a Dengue que está presente. Então, recorram as equipes da SES, temos pessoas que são extremamente compromissadas e dedicadas ao SUS”.

O presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), e secretário municipal de Corumbá, Rogério Leite, destacou a importância da boa relação que o Estado têm com os municípios e com o Ministério da Saúde. “Pelo Conasems temos recebido diversas reclamações que em muitos estados não há essa relação de abertura que temos aqui. E aproveitamos para agradecer ao Dr. Geraldo Resende por manter essa boa condução neste enfrentamento à Covid-19”.

Fonte:SES

Siga nossa página no Instagram: instagram.com/plantaoregional

Siga nossa página no Facebook: fb.com/plantaoregionalms

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: